Seguidores

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Abandono...


Vai embora, eu não quero brincar de amor
Esse tempo já passou
Não estou nessa de dar sem receber
Vai embora, ou então vamos conversar
E o que tem de ser, será
Tá na hora da gente se entender
É loucura eu querer viver sem você
Sem teu corpo, sem teu prazer
É loucura me ver na solidão
É loucura, eu não vou ser feliz assim
Se você está longe de mim
Ah!
Me beija, me abraça
Olha pra mim, me dê a mão
Vem me livrar desse abandono
Dessa solidão
Ah!
Se chega, me aqueça
Leva o frio da ilusão
Deixe minha poesia
Seduzir teu coração...

3 comentários:

  1. Vai embora, eu não quero brincar de amor
    Esse tempo já passou
    Não estou nessa de dar sem receber
    Vai embora, ou então vamos conversar
    E o que tem de ser, será
    Tá na hora da gente se entender
    É loucura eu querer viver sem você
    Sem teu corpo, sem teu prazer
    É loucura me ver na solidão
    É loucura, eu não vou ser feliz assim
    Se você está longe de mim
    Ah!
    Me beija, me abraça
    Olha pra mim, me dê a mão
    Vem me livrar desse abandono
    Dessa solidão
    Ah!
    Se chega, me aqueça
    Leva o frio da ilusão
    Deixe minha poesia
    Seduzir teu coração...
    *
    *
    *

    Muito Lindo!!!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Que triste abandono.

    Fim de semana de luz.

    bjs.

    ResponderExcluir
  3. Olá Patrícia! Estava meio sumida, mas agora vim postar meu comentário. Bonitas palavras, parece até uma música..rsrs. Se pudéssemos ser resgatadas de cada abandono que sentíssemos, então a toda hora eu iria pedir por socorro. Podemos conviver com poucas coisas materias, mas miséria de amor não dá. Isso é desumano. Um grande abraço e obrigada por estar sempre em meu blog. Tchau...Vanessa Pompeu.

    ResponderExcluir

Agradeço o carinho de sua visita!
Fique a vontade para deixar o seu comentário, dica ou sugestão.
Assim que possível, o seu comentário será respondido aqui.
Volte sempre!
Beijos com afeto.

Sou todas as renúncias que a vida me impôs...e todos os sacrifícios que o amor me implorou...

Sou todas as renúncias que a vida me impôs...e todos os sacrifícios que o amor me implorou...

Pequenos momentos mudam grandes rotas.

Pequenos momentos mudam grandes rotas.